Momento de reflexão

Posso ter passado uma imagem que sou contra mulher trabalhar, mas não sou.



Só tenho uma opinião diferente de algumas mulheres e que quero provocar nelas é a reflexão, qual é a sua prioridade quando se tem filho.

Eu curti muito minha adolescência, juventude, acertei e errei, trabalhei bastante. Trabalhei sofri com assédio sexual no meu primeiro emprego, mas consegui me levantar e voltar a trabalhar. Fiz faculdade trabalhei em multinacionais , trabalhei e sofri com a mesma intensidade o bastante para ficar com uma doença crônica e as vezes incapacitante e um dia juntei tirei fora de mim e joguei no lixo. Isso tudo me fez pensar o que realmente importava para mim...

E depois de buscar satisfação pessoal por aí, descobri que tudo estava dentro de mim e tão perto que não enxergava...minha família era mais importante.

Juntei meus cacos e fui voltando para casa, casei com um homem que me acolheu e entendeu meus anseios e quando tivemos um filho em uma atitude consciente e mais de nove meses gestada em nós larguei meu trabalho e comecei meu maior projeto, meu filho.

A educação dele para mim é um projeto com o qual me identifiquei e trabalho mais de 24 horas por dia e todos os dias da semana.

Ele é o meu projeto eu não projeto nada de mim dele, sou apenas a coordenadora rsrs.  Observo, dou um toque  daqui e dali e vejo mas  a arte final vai ser sempre dele. O que não abro mão?

Tem que ser educado, respeitar os mais velhos, as opiniões diferentes e ser feliz.

Dizem que meu filho é o que é por minha causa, mas não é verdade Deus me deu um menino fora de série para cuidar e meu trabalho assim ficou muito mais fácil...

Então para mim fica difícil ver uma mãe trocar um "projeto" desses por uma carreira, para ter as coisas entendeu?

Eu vejo mulheres que não sentem vontade de ficar em casa, ouço muito isso até na minha própria família...quero fazer algo útil, elas dizem.

Tem algo mais útil a fazer quando se é mãe do que educar seu filho?

Ver ele crescendo, conhecer ele (sim não é porque nasceu de mim que eu já o conheça... é um outro ser humano com pedacinhos e características minhas e do pai, mas é outra pessoa), ensinar ele andar, falar, comer, se comportar, ensinar a fazer amigos, poder ir numa reunião de escola sem pressa, ajudar a fazer a lição, ficar junto de bobeira jogando conversa fora, ensinar a andar de bicicleta, jogar bola, ler, escrever, respeitar os outros e acima de tudo a si próprio.


Eu te digo,  fazer faxina, lavar passar e cozinhar para mim é o de menos. Ainda tenho sorte de ter um filho que me agradece pela comida gostosa, pela casa arrumada, fala se eu não estou onde deveria estar?

Teria que cuidar da casa  mesmo estivesse trabalhando, mas ver  minha "arvorezinha " meu projeto, crescendo criando raízes não há trabalho no mundo que me realizaria tanto!!!


Sou a favor da mulher trabalhar, mas que não fosse em tempo integral e que fosse estilo home office seria um sonho.

Seria melhor ainda se no Brasil tivesse uma ajuda de custo para as mães ficarem em casa com os filhos até eles entrarem no ensino fundamental... não seria ótimo?

O que eu gostaria que as mulheres que trabalham pensassem bastante sobre a questão de ser mãe...

É isso que você quer ou já esta passando da idade, ou a família começou a cobrar?

Se for isso... repense!

Você não precisa provar nada a ninguém.

Você é uma profissional bem sucedida e resolveu ter um filho?

Pra que?  Para mostrar que pode fazer isso também?

Você é madura, moderna não precisar provar isso a ninguém.

Se for isso... repense!

Se for para terceirizar não tenha, criança não precisa e de tempo de qualidade isso é uma coisa que algumas mulheres inventaram para se livrar da própria culpa, seu filho vai precisar da sua presença se não tem tempo para isso...

Repense!

A nossa expectativa de vida aumentou e e agora se trabalha por muitos  mais anos que antigamenete e a tendência disso tudo aumentar é grande, a medicina vai encontrar cura para doenças graves e vamos viver mais...vamos ter tempo para tudo, mas as crianças são pequenas uma vez na vida e isso não tem como recuperar.  O tempo não vai para e esperar que você tome um atitude em prol da sua família.

Quando você aposentar e tiver que ficar em casa, como vai ser?

Já pensou nisso?

Eu te digo vai ficar se perguntando o por que de tudo isso, será que precisava trabalhar tanto?

Mulher faça o que é melhor para você, seja ficar em casa ou ir trabalhar tem que ter uma atitude consciente e nada impede de em algum momento da sua vida você mudar de ideia.

Tenho acompanhado no canal GNT a " Mundo sem as mulheres", e os homens sentem falta das esposas, conseguem ver o esforço delas na criação dos filhos  e não veem a hora delas voltarem.

 Mas posso falar... eles aprendem a se virar com a gente ou sem a gente e alguns fazem até melhor que a gente, será que os maridos perceberam em sua praticidade o quanto é mais legal ficar em casa mesmo com tanta coisa para fazer.?

Eles sempre envolvem os filhos nos afazeres, brincam mais o clima na casa fica bem mais leve...

O que tenho visto são mulheres mal humoradas, reclamando do trabalho e da casa, estressadas e infelizes...não esta na hora de repensar?

E aí mulher maravilha existe?

Obs.: Não existe "lado B de maternidade", não existe " o que não te falaram sobre a maternidade", o que existe são escolhas e opções. Se você lê um texto falando sobre o que não te falaram sobre a maternidade e se identifica...me desculpe é a mesma coisa que chegar numa reunião no trabalho e não saber do que se trata!!!

Maternidade é sério, exige preparação e vai me dizer que nove meses não são mais que suficientes...ser mãe é muito mais do que saber preparar o quarto e o enxoval da maternidade!!!

Abraços
Mãe de moleque



 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.