A escola dos meus sonhos para meu filho parte 3

Apesar de ter procurado bastante e ter colocado meu filho em uma escola na qual achei que se encaixaria na minha escola dos sonhos por seu projeto pedagógico, estrutura e que fosse condizente com a minha situação financeira porém após 6 meses nesta escolinha posso afirmar que ainda não encontrei a escola que almejo tanto, agora esta me parecendo um sonho impossível.

Meu filho esta sendo praticamente alfabetizado por mim e a escola acabou como apenas um local para reforçar seu aprendizado, eu explico porque.
 

Quando tinha apenas dois anos ele já sabia o alfabeto inteiro  pegava as letras e montava seu nome, isso tudo como numa grande brincadeira.

Sempre incentivei muito a curiosidade dele e então quando queria saber o que estava escrito em alguns lugares perguntei se ele realmente queria aprender a ler, pois eu iria ensiná-lo. Nesta época ele tinha mais ou menos três anos e ainda não frequentava a escola.

 Comecei a ensina-lo e quando ele foi para escola com 4 anos ele  dizia que só brincava a todos que o perguntavam o que fazia lá, mas não deixei de" brincar de aprender em casa" e assim que eu chamo o que fazemos.

Usei o método Doman para ele aprender inglês,  quem quiser conhecer mais tem blog  bem legal sobre esse método chamado Bebê Gênio o endereço deles é  http://www.bebegenio.com.br/2011/05/o-metodo-de-glenn-doman.html .

Achei fascinante é bem  cansativo, porém extremamente gratificante, pena ter conhecido esse método só esse ano e não quando ele era bebê.

Olhem esse vídeo que legal!




Optei pelo método da boquinha para ensinar português, como ele já sabia o alfabeto só precisava juntar as letras para "fazer o som das sílabas".

Assim hoje com 5 anos e 8 meses esta começando a ler e posso dizer foi tudo em casa.

Como com esta idade ele ainda frequenta o Pré com crianças de 4anos que fizeram 5anos no decorrer do ano e outras 3 coleguinhas na mesma condição dele, de 5 anos para completar 6 anos durante o ano letivo.

O que acontece é que as mais novas estão começando aprender as letras do alfabeto e contar de 1 a 10, trabalhos manuais e coordenação motora, enquanto os que já sabem estão reforçando o aprendizado, triste mas é o que esta acontecendo!

Na realidade era para ele já estar no fundamental, mas por uma lei restritiva de idade no Estado de São Paulo crianças que nascem depois de março de 2007 ficam no pré, enquanto as que nasceram antes de março vão para o ensino fundamental.

Muitos pais entraram na justiça para que seus filhos de 5 anos nascidos em qualquer mês de 2007 tivessem o direito a estar no ensino fundamental, um movimento chamando de "Anistia para crianças de 5 anos", mas acabei perdendo o prazo para entrar na justiça, pois conheci o movimento apenas quando me atentei que alguns amiguinhos dele do jardim iriam para fundamental e ele iria para o Pré, então lá esta ele infelizmente.

Entendam pais não é só meu filho que sofre com esse impedimento, são também  todas as crianças de 5 anos que nasceram após a data de corte no Estado de São Paulo, já que em outros Estados brasileiros esta nota de corte foi revista  e as crianças de 5 anos nascidas em qualquer mês de 2007 podem frequentar o ensino fundamental juntas.

Fazer 5 anos depois de julho em SP é ficar no limbo, vendo coisas que já sabem, paradas, sem crescimento intelectual nenhum.

 A Sônia Aranha é especialista neste assunto e pode ajudar alguns pais que queiram mudar a história educacional do seu filho, este é o site dela
Tudo isso porque o Estado de São Paulo acha que uma criança de 5 anos que completa 6 em agosto e diferente no seu desenvolvimento cognitivo de uma criança que completou 6 até julho de um mesmo ano!

Então o meu moleque chega em casa tem que fazer a lição mesmo sendo fácil, só para criar rotina "aula dada, aula estudada", mesmo que faça a lição em 5 minutos .

Mesmo conversando com a professora explicando que ele sabe mais e se ela poderia passar lições pelas quais ele se interessasse, fica difícil tirá-lo da cama as 06:00 da manhã... é como se fosse repetente sem ter repetido de ano e ele esta bastante chateado com isso.


Por mais que eu queira um escola dos sonhos, que o incentive como é feito em casa comecei a pensar ser uma busca impossível, pois eles vão se limitar a dar o que é propício para sua idade e fim.

A minha sensação em relação a isso?

Ele vai ser sempre o melhor da classe, seria bom se tudo isso não foi medido por baixo :(

Queria apenas que ele frequentasse uma sala com crianças que soubessem o mesmo ou mais do que ele, pois acredito que assim ele se sentiria instigado a evoluir e continuar querendo saber mais, agora ele fica no conforto "da não evolução" o que ele já sabe já esta bom, já é suficiente.

Só me resta a procurar fora da escola algo que o incentive que o faça ter vontade de progredir!

Abraços
Mãe de moleque

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...