Ginecomastia

Minha proposta aqui desde o inicio é falar sobre moleques.

E como mães de meninas tbe nos preocupamos com os filhos quando entram ou não na puberdade.

Nas meninas geralmente é o crescimento dos pelos pubianos e as mamas, existem meninas em que os seios não crescem e isso gera transtornos e baixa autoestima.

Já os meninos tem problemas com ginecomastia  é sério e tem tratamento para isso!

Moleques não sofram por isso tem tratamento, fale com seus pais!




A ginecomastia é um crescimento anormal da mama masculina. A condição pode ocorrer em uma ou ambas as mamas e começa com um pequeno nódulo abaixo do mamilo, que pode ser sensível.

As mamas geralmente aumentam de forma desigual. A ginecomastia durante a puberdade não é incomum e em geral desparece em alguns meses.
                               
Fonte foto: Google
Em recém-nascidos, o desenvolvimento da mama pode estar associado ao fluxo de leite (galactorreia). Esta condição geralmente dura algumas semanas, mas em casos raros pode durar até que a criança tenha 2 anos de idade.
 
São duas as causas do aumento de volume na região peitoral: excesso de tecido mamário em decorrência de descontrole hormonal ou acúmulo de gordura. Quando a ginecomastia se deve exclusivamente ao acúmulo de gordura, recebe o nome de lipomastia ou pseudoginecomastia.
                    
As verdadeiras ginecomastias, no entanto, ocorrem por aumento do tecido mamário e estão associadas a desequilíbrios hormonais. Os seres humanos produzem hormônios androgênicos e estrogênicos.
 
Fonte da foto: Google
 
Andrógenos são hormônios que criam características masculinas, tal como crescimento de pelos, tamanho do músculo e voz grossa. Estrogênios são hormônios que criam características femininas. Todos os homens possuem andrógenos e estrogênios.

As alterações nos níveis desses hormônios, ou como o corpo utiliza ou responde a esses hormônios podem causar aumento das mamas nos homens.
                               
Mais da metade dos meninos desenvolve ginecomastia durante a puberdade.
                               
Outras causas podem incluir:                        
Envelhecimento
Câncer quimioterapia
Doença hepática crônica
Exposição a hormônios esteroides anabolizantes
Exposição a hormônio estrogênio
Falha renal e diálise
Falta (deficiência) de testosterona (hormônio masculino)
Uso de maconha
Tratamento hormonal para câncer de próstata
Tratamento com radiação dos testículos
Efeitos colaterais de algumas medicações (cetoconazol, espironolactona, metronidazol, cimetidina (Tagamet)
Causas raras incluem:                                
Câncer de mama em homens é raro. Sinais que podem sugerir câncer de mama incluem:
Crescimento unilateral da mama
Nódulo firme ou duro que parece ligado ao tecido
Ferida na pele sobre o seio
Secreção sanguinolenta do mamilo
Vários estudos comprovam a eficácia do tamoxifeno (Antiestrogeno) para o tratamento medicamentoso da ginecomastia puberal e também a ginecomastia idiopática, administrado nas dosagens de 10 à 40 mg/dia durante 3 e 6 meses.

O diagnóstico pode ser feito tanto por um endocrinologista, cirurgião plástico como por um Mastologista.
 
Para diagnosticar a ginecomastia o médico vale-se da história de crescimento das mamas e da inspeção direta delas, além de realizar o exame físico das mesmas: com o paciente deitado de costas, o médico palpa as mamas. Na ginecomastia verdadeira a palpação mostrará um tecido firme, concêntrico ao redor do mamilo, de consistência elástica. Na pseudoginecomastia a consistência mais macia será a da gordura. Dosagens hormonais específicas podem ajudar a estabelecer o diagnóstico
 
                                   
 
Fontes

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.