Outras mães, outros moleques...Mãe sem frescura


A Priscila conheci a pouco tempo, por um grupo em comum no Facebook, conheci seu blog também e adorei acompanho sempre!

Hoje ela vai falar pra nós como é para ela ser Mãe de moleque.


 
Ser Mãe de Moleque

 Conheci o blog Mãe de Moleque por acaso como muitos outros que sigo e logo me identifiquei com a forma que os assuntos eram abordados e principalmente com o nome do blog que me chamou muita atenção. Desde o primeiro dia que entrei no blog, me dei conta que eu não era somente mãe de menino, eu era mãe de moleque.

 

Adorei esta coluna do blog e logo me candidatei para participar. Muito obrigada por me conceder este espaço. Vamos lá?!

 

Sou Priscila Casimiro do blog Mãe Sem Frescura que conta as minhas façanhas como mãe de primeira viagem com muitos erros e acertos desde 2010. Sempre idealizei desde a minha gestação que seria uma mãe moderna e sem frescura na criação do meu filho, e por isso, foi dado este nome ao blog.

 

Ser mãe de menino, ou melhor, mãe de moleque é algo que poucas mães esperam, escrevi também sobre isso no meu blog Confira aqui e se sentem perdidas quando descobrem que estão grávidas de meninos por ser algo inusitado.

 

O mundo dos moleques é bem diferente das meninas, porque você vive rodeada de bolas, carrinhos e futebol, e como mãe cada dia é uma descoberta, onde aprendo sobre este novo mundo para mim, o mundo dos moleques.

 

O pai é mais presente nas brincadeiras, embora eu esteja sempre participando e sabendo tudo sobre vídeo games, carros, times e campeonatos de futebol. Estou o tempo todo jogando futebol, assistindo jogo de futebol, jogando futebol de botão, desenhando campo de futebol, levando o meu pequeno na escolinha de futebol, ou seja, tudo que seja relacionado a futebol.

 

No dia das mães deste ano, a escolinha de futebol que o meu pequeno frequenta fez um convite totalmente diferente, convidando todas as mães de moleques a participarem de um jogo de futebol, ou seja, as mães jogando futebol. Logo, vesti a camisa, entrei na brincadeira e no mundo do meu pequeno Confira aqui. Foi tão divertido e nunca me senti tão mãe de moleque como aquele dia. Adorei!

 

Entretanto, sempre busco mostrar ao meu filho que existem outras brincadeiras (muitas da minha época) que são tão divertidas quanto e que também podemos brincar juntos, como bingo, jogo da memória, quebra cabeça e muitas outras.

 

Ser mãe de moleque é aprender todos os dias sobre o universo desconhecido, é aprender com as diferenças que ser mãe de menino é tão gostoso quanto ser mãe de menina.

 

 

Priscila Casimiro

Mãe Sem Frescura

www.maesemfrescura.net

 

2 comentários:

  1. Ser mãe de moleque é uma delícia.
    Tenho duas meninas e o meu princípe que perdeu o posto de caçula e de repente ficou meio rebelde, mas com muito amor, carinho e paciência, estamos driblando essa fase delicada.
    Te convido também a conhecer meu blog
    http://maeaflordapele.com
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ser mãe de moleque é uma delícia.
    Tenho duas meninas e o meu princípe que perdeu o posto de caçula e de repente ficou meio rebelde, mas com muito amor, carinho e paciência, estamos driblando essa fase delicada.
    Te convido também a conhecer meu blog
    http://maeaflordapele.com
    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.