Alimentos e necessidades especiais

Oi galera!

Hoje a nossa nutri traz um relato pessoal!


Olá mamães!

Alimentar-se bem é um dos fatores mais importantes da vida de todos nós, porém, quando nos deparamos com uma criança que tem necessidades especiais, isto se torna um pouco mais difícil, pois nem sempre sabemos quais são as dificuldades que a criança tem, qual seqüela ficou, ou qual é a necessidade real da criança.
 
Falo isso de causa própria, pois minha filha Maria Clara, que hoje é uma benção na vida de nossa família, passou por esta situação, ela não é especial, entretanto, necessitou de cuidados especiais pois ela nasceu prematura devido a um problema no parto, deu necrose no cordão umbilical e por isso faltou por determinados segundos oxigênio.
 
Depois de 3 meses internada, foi diagnosticado um atraso motor, ou seja, não deglutia nada, então foi necessário fazer uma cirurgia chamada gastrostomia que é uma sonda colocada direto no estômago para que ela pudesse se alimentar, ela tinha disfagia que geralmente é comum em crianças com necessidades especiais.
 
Arquivo pessoal
 
 
Bem, foram 6 meses de muita luta, fonoaudióloga 6 dias por semana e a única alimentação que ela recebia era leite pela sonda gástrica e nada mais.
 
Com muita determinação e com o próprio desenvolvimento cerebral, não ficaram muitas seqüelas, ela aprendeu a deglutir e começou a se alimentar com alimentos pastosos incluindo os líquidos que tinham que ser engrossados também.
 
Achei importante relatar meu caso, pois como diz o ditado "casa de ferreiro o espeto é de pau", nunca imaginei passar por isso, mas Deus é tão maravilhoso que hoje ela é uma criança saudável e esperta.
Infelizmente para algumas crianças com necessidades especiais, nem sempre acontece o que aconteceu ela, as crianças tem necessidades para o resto da vida. Geralmente, alimentá-las é uma das maiores dificuldades que as mães tem, pois não sabem o que fazer ou encontrar quem possa ajudá-las.
 
O primeiro passo é saber a real dificuldade que a criança tem através de médicos e profissionais qualificados para indicar qual a conduta a ser tomada.
 
Para alimentar crianças especais, acredito que seja muito importante a avaliação de uma fonoaudióloga, pois ela indicará como a criança deve ser alimentada e os métodos corretos para isso.
Os alimentos deverão ser os normais, os saudáveis como de qualquer outra pessoa, frutas, verduras e legumes , carnes, leite a as vezes até dietas especializadas, porém, deverão ser adaptados às necessidades da criança.
 
Seja por sonda, alimentação pastosa ou engrossados, o mais importante é o amor, o carinho e os cuidados com estes pequenos tão ESPECIAS, pois eles são uma benção que Deus manda em nossas vidas
 
 
Bjs
 
Ale

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...