A introdução aos legumes, verduras e frutas.

Olá mamães,
 
Hoje resolvi falar um pouco sobre as fibras na alimentação de nossa crianças, já que comer corretamente nesta fase é quase que um "parto" para muitas mães.

 A dificuldade das crianças em aceitarem certos alimentos ou mesmo as preferências, tornam a alimentação muitas vezes monótona e difícil.

 A introdução aos legumes, verduras e frutas muitas vezes são quase que uma missão impossível para muitos pais, mas incentivar as crianças e oferecer frequentemente pode mudar esse hábito.
Os alimentos possuem as chamadas fibras alimentares ou mesmo as fibras dietéticas que classificam-se em solúveis e insolúveis, encontradas em cereais, grãos, leguminosas, vegetais e frutas, por isso a importância destes alimentos principalmente para crianças maiores de 2 anos de idade onde a prevalência de constipação intestinal é maior.

 Para as crianças menores de 2 anos recomenda-se manter o aleitamento materno e a introdução de novos alimentos à partir de sétimo mês.

 A quantidade recomendada ainda é alvo de controvérsias pois os estudos ainda não chegaram a um consenso, porém recomenda-se pelo menos 5 g de fibra/dia ou seja a inclusão de 2 a 3 porções de frutas na alimentação já traz grandes benefícios, incluir também cereais integrais como a aveia ajuda muito a aumentar a oferta de fibras na alimentação. 

 Acho que o mais importante para os pequenos é oferecer uma alimentação diversificada, colorida e saudável, assim estarão garantindo o aporte de todos os nutrientes essenciais para o bom crescimento e funcionamento do intestino.
 
E por falar em fibras e alimentos saudáveis agora foi sancionada uma lei na Rede Municipal de Ensino a lei número 16.140 a inclusão de alimentos orgânicos na alimentação escolar, uma ótima conquista para todos pois estamos falando de alimentos livres de fertilizantes sintéticos, reguladores de crescimento, agrotóxicos e principalmente nutritivos.

 Incentivo a agricultura familiar, a sustentabilidade e respeito ao meio ambiente.
Esta medida visa adotar cardápios respeitando a sazonalidade e a oferta destes alimentos.
As escolas também terão programas educativos de hortas orgânicas e de base agroecológicas.
Uma vitória para a área da alimentação e para a saúde das crianças, principalmente para estas crianças que muitas vezes tem pouco acesso a alimentos tão nutritivos.
Um abraço e até a próxima.
@LeNutri
 

Um comentário:

  1. Ótimo post. Aqui a alimentação saudável é complicada: a Mariana não é fã de frutas, mas come bem os legumes, e o Gabriel não gosta de legumes, mas gosta de frutas... então a mamãe tem que rebolar kkkk e dar um jeito de fazer parecer mais gostoso, esconder legumes na comida, etc... faz parte!
    um beijo
    http://www.mamaeaprendiz.com/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.