Cada criança tem seu tempo. ..

Cada criança tem seu tempo 

Nossa mãe do moleque autista Pedrinho, da um alerta. .. confie na sua intuição de mãe! 

Me lembro de quando estava grávida e acompanhava o desenvolvimento do bebê a cada semana: quando deixou de ser uma sementinha e começou a desenvolver cada órgão, quando começou a escutar (e eu passei a ler histórias e colocar músicas)... Eu sabia quando cada parte de seu corpo estava se formando, se fortalecendo.. Até que meu príncipe nasceu!!!

Eu continuei minhas leituras. Através delas eu controlava minha ansiedade pois me ajudavam a saber sobre quando seria o primeiro sorriso, os primeiros passos, as primeiras palavras.

Justamente por saber de tudo isso, questionava ao pediatra (não foi um só) sobre o fato de meu filho não ter passado por alguns dos MARCOS DE DESENVOLVIMENTO, a resposta era sempre a mesma: "tenha paciência, cada criança tem seu tempo". E apesar de saber disso, aquilo me deixava intrigada.
Ouvi a mesma resposta quando questionei sobre meu filho não falar NADA mesmo depois dos 2 anos.

Infelizmente, a pediatria brasileira ainda é muito "fraca" nesse quesito, ou tem medo de dizer a verdade.
Se eu não seguisse meus instintos, talvez ainda tivesse em casa um menino neurotípico muito mimado, agressivo e cheio de chiliques (coisas comuns de se ouvir de quem não sabe sobre o autismo do meu filho).

Então, mãe, se seu coração tá inquieto, procura ajuda, conversa com alguém que tem informações, procura os grupos no Facebook ou me manda uma mensagem. Faz qualquer coisa, mas não deixe um pediatra calar a voz do seu coração.

Dê ao seu filho a chance de melhorar de vida, dê ao seu filho a oportunidade de tratamento. Se seu coração está inquieto, inquiete-se também e vá à luta!

Beijos +Dali Valentim 

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...