Catequese, o meio de tudo...

Oi gente tudo jóia, quanto tempo né?


Tenho estado um pouco distante daqui envolvida em outros projetos, agora na igreja católica. Me tornei catequista não só de outras crianças, mas do mlk também.


Sempre participei da igreja, fui batizada, participava do grupo de jovens...mas nunca fiz a Crisma e começamos eu e o marido a fazer agora o caminho de volta, ou seja confirmar o nosso batismo!


Sempre fui católica, mas na minha adolescência, meus irmãos seguiram e eu me afastei. Afastei de um Deus que não reconhecia, afastei do que eu achava que conhecia e não gostava e fui procurar meu caminho.


Andei por muitas religiões, conheci praticamente todas conhecidas no Brasil, nada profundamente mas fui conhecer todas e pra falar a verdade...continuava com o buraco que me fez sair da minha igreja e procurar o que me completasse.


Mas dizem que se aprende por amor, ou pela dor e fui no fundo do poço. Na época estava infeliz com tudo com faculdade, emprego, noivo...terminou tudo de uma vez e entrei em profunda depressão.


No desespero minha mãe conversou na época, com uma moça que era sua professora de natação e a convidou pra ir em  casa e conversar comigo e as poucos fui saindo de casa e por incrível que pareça ela me trouxe de volta pra igreja e lá me re (conheci)e voltei pra uma igreja carismática mais jovem e dinâmica e pensei....será?


Frequentava apenas a missa e pronto e sentia falta de tanta coisa, queria participar...mas não queria sabem como é? Tempo pra comunidade, pra igreja.... não queria me envolver.


O moleque foi batizado e cresceu em uma comunidade daqui de perto, todos o conhecem...mas não conheciam mesmo tempo, éramos apenas da comunidade.


O ano passado coloquei meu filho na catequese e ele ia muito a contragosto. Mãe a gente só copia e faz oração, dizia ele e eu falava... calma filho é assim mesmo logo você vai ver o quanto é legal, fará amizades pra vida toda.


Até que um dia antes dos avisos habituais no final da missa, falaram que a catequista precisava de ajuda.


O marido cutucou e disse vai lá e ajuda...e eu disse:  Não vai fácil, não vai ser só pra ajudar agora... será pra sempre... tem noção disso?


Meu tempo com vocês será divido, não sei fazer as coisas pela metade...vc sabe né?


Acho que ele não tinha noção rsrs


Pois bem, fomos viajar voltamos e peguei a turma nova... estava tão insegura, o que uma criança precisa saber na catequese mesmo? rsrsrs


Comecei a buscar orientação e formação e fui indo, mas uma coisa eu tinha certeza e ainda tenho...a catequese tem que ser algo marcante, algo que incluísse e instruísse ao mesmo tempo, que fosse alegre e que aprendessem com prazer.


Primeira coisa, catequese não é aula, catequese é um encontro com Cristo!


E comecei a bolar brincadeiras e dar informação e a catequese foi se tornando algo agradável...mas é um trabalho árduo, tem tanta coisa mais legal no mundo do que ir na missa e frequentar a catequese né?


Mas estamos firmes e este é o motivo da falta de tempo pra estar aqui com vcs, a tia da catequese é uma louca varrida rsrs... mas por Jesus e eu quero muito passar este amor pra eles e principalmente fazer a criança parte integrante da comunidade.


Então comecei a envolver eles nas comemorações da igreja, no primeiro ano fizemos uma encenação de Natal ficou lindo e eu chorei como um bebê, por que lidar com crianças é moleza...mas junto com as crianças vem as famílias e eu dependo disso tudo funcionando pra poder transmitir toda a nossa doutrina à eles.


E a nossa ultima encenação foi a paixão de Cristo com pessoas da comunidade, com os jovens e as crianças da catequese...foi lindo, emocionante e marcante.


Não posso colocar muitas fotos por que são crianças e não pedi a autorização dos pais pra isso, mas escolhi algumas pra colocar, espero que gostem!
Chorando com um abraço grande das crianças e amigas








Meu anjo mlk ops Gabriel

 




Nossa manjedoura






Bastidores da encenação da Paixão de Cristo



Bastidores da encenação
















Então foi isso gente, vou usar os artifícios que tenho em mãos pra evangelizar as crianças e isso tem se tornado o meu melhor projeto nos últimos anos... e o melhor o marido +Pai de Moleque  e o meu moleque participando de mais uma comigo <3

Gratidão Deus por nos permitir vivenciar isso.


Antes me achava católica praticante indo apenas a missa, hoje eu sei que estava enganada...praticamos o catolicismo participando da comunidade e na nossa casa.

E fazemos isso não por nós, mas por Ele!

Paz e bem a todos, grande beijo!

Mãe de moleque










Tecnologia do Blogger.