Como ensinar inteligência emocional para as crianças


Olá pessoal!

Hoje a dra. Claudia, trouxe um tema bem atual. Vocês sabem que como pais podemos ensinar nossos filhos a terem inteligência emocional?

Vem ler, que a Dra. dá dicas valiosas de como conseguir ajudar seu filho a chegar lá!
Dra. Claudia colunista do blog Mãe de moleque




É importante que os pais ensinem seus filhos, a se controlarem perante algumas situações e a se coloquem no lugar do próximo.

A educação emocional faz parte da formação da criança. Não tem nada a ver com estudar mais. Tem a ver com aprender a lidar com as dificuldades que ele vai encontrar durante toda a vida e também a reconhecer diferentes emoções e sentimentos e conseguir administrar tudo isso. Parece simples, mas não é uma tarefa fácil, apesar de algumas pessoas terem essa habilidade desde pequenas, a maioria das pessoas, precisam aprender ao longo da vida como lidar com todas as emoções diárias e associar tudo o que sabe para lidar com frustrações e perdas.

O desenvolvimento da inteligência emocional ajuda a criança a ser menos agressiva, mais sociável, permite que ela tenha uma vida mais tranquila.
Imagem retirada da internet







Como você pode ajudar seu filho a desenvolver a inteligência emocional em algumas situações:

·         Frustrações: Uma boa dose delas dá ao seu filho algo importante: choque de realidade. Não ganhar um brinquedo ou perder um jogo, pode fazê-lo sofrer, mas são ótimos ensaios para as situações que precisará enfrentar mais para frente, quando se deparar com um “não”. Saiba que ele vai se decepcionar e chorar. Mas também vai aprender. Além de dar a negativa, você precisa fazer com que ele entenda o porquê. Assim, vai adquirir uma consciência crítica e a proibição se traduzirá em aprendizado. E se vier a birra, ofereça apoio e afeto. Verbalize que ele está chorando porque sente raiva ou está decepcionado, mas que tem de lidar com isso.



·         Vínculos afetivos: Estar ao lado, acompanhar (e não apenas cobrar), achar o equilíbrio entre intenso e sereno. Mesmo ao mais ocupado dos pais, não pode faltar o momento de conversar, orientar, pegar na mão, olhar nos olhos e entender as angústias. Isso vai contribuir para que o seu filho se sinta seguro e saiba que pode contar com você.



·         AutoestimaDizer, o tempo todo, que a criança é a mais linda do mundo não vale muito. O elogio é válido desde que seja pertinente. Em vez de elogiar a capacidade, parabenize o esforço. Aí sim, a criança será motivada a sempre superar a si mesma.



·         Resiliência: Está relacionada à capacidade de lidar com problemas e superar obstáculos. O exercício dessa habilidade depende da interação com o outro, ao fazer com que a criança entenda que nem sempre tudo vai acontecer como deseja. Às vezes, é preciso esperar, outras, é necessário ceder ou recuar.





·         Empatia: Toda angústia ou receio que incomoda seu filho e ele não sabe expressar pode ser manifestado de forma espontânea no ato de brincar. É pela diversão, principalmente coletiva, que se desenvolve o senso de competência, de pertencimento, o controle da agressividade e o bem-estar. Quando uma criança brinca de casinha e se põe no lugar da mãe, tem a chance de refletir sobre as ações e características do imitado. Ao interagir com outras crianças, aprende a respeitar a opinião do outro, descobre que existem regras e que nem sempre tudo será do jeito dela.

Dicas importantes

Ø  Perceba as emoções do seu filho e as suas próprias;

Ø  Reconheça a emoção dele como uma oportunidade de intimidade e orientação;

Ø  Ouça-o, se colocando no lugar dele e entenda seus sentimentos;

Ø  Ajude ele a verbalizar as emoções;

Ø  Imponha limites e ajude ele a encontrar soluções para seus problemas.

A inteligência emocional da criança pode ser moldada na interação familiar, manter a calma, mostrar que podemos ficar irritados, mas que podemos agir de forma a não causar arrependimentos futuros.

Espero que tenha ajudado e caso tenham dúvidas, estarei à disposição.

Um forte abraço da Psicóloga Cláudia Silva


Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...