Vitaminas para a alma

Oi pessoas!

Ai ai nem preciso dizer o quanto amo qdo ela escreve pra nós pra da notícias do Pedrinho...e desta vez então me deixou ainda mais feliz com tanto progresso...fruto desta mãe incansável e amorosa.


Oooooooooooooooiii!!!


Demoro, mas sempre apareço!

E hoje venho cheia de alegria contar pra vocês o quanto Pedrinho tem evoluído e se tornado um desenhista!


Sempre que chega da escola eu abro logo a mochila: leio a agenda, separo o material para fazer a tarefa, tiro os apetrechos do lanche... Mas ultimamente tenho me deparado com uma alegre situação: sempre tem uma folha de papel com desenhos, e são desenhos lógicos que dá pra identificar tudinho. Tem Charlie Brown, Bob Esponja, Patrick Estrela e até Branca de Neve e os sete anões!


Desde meados de maio que decidimos fazer um complemento na alimentação dele e estamos administrando Vitamina D (que na verdade é um hormônio e é super importante para qualquer pessoa) e melatonina (que também é produzida pelo nosso corpo, mas que apresenta um déficit no cérebro de autistas); a partir de então temos testemunhado significativa melhora na função cognitiva, além de apresentar resposta relativamente mais rápida quando orientado a realizar determinada tarefa e estar consideravelmente mais "calmo".



De tempos em tempos ele apresenta uma certa agitação, fica irritado, impaciente e não consegue ficar sentado, fica correndo pela casa e pulando no sofá. Na escola é da mesma forma, a professora sempre relata. Dormir, então, uma luta à parte! Acordando várias vezes durante a noite e a mamãe aqui levantando um caco ambulante.


Confesso que eu sempre resisti MUITO ao uso de medicamentos. Até quando sinto dor de cabeça dou preferência a métodos alternativos, como um banho, um chá e um cochilo. Mas diante do que estava presenciando eu me vi obrigada a buscar medidas alternativas para o moleque também. Fui procurar informações sobre a melatonina (que eu já tinha recebido orientação médica para usar) e tive a grata surpresa de saber que a melatonina é produzida pelo nosso corpo, quando dormimos no escuro completo; no caso dos autistas essa produção fica comprometida e essa deficiência prejudica não apenas o sono mas compromete o humor e a concentração no dia seguinte. Só que aqui no Brasil ainda não é permitida a comercialização da melatonina, mesmo com o comprovado benefício para diversos problemas de saúde. Nós, pobres mortais brasileiros, pais de autistas e portadores de diversos problemas facilmente resolvíveis, recorremos à compra em sites internacionais.


Já a vitamina D, que na verdade é um hormônio, é facilmente encontrada em farmácias. Nós tivemos uma conversa com o farmacêutico e usamos por aqui uma fórmula manipulada. Li (na Superinteressante, mas não me lembro qual a edição) um paralelo interessante para entender a ação desse hormônio: Imagine que nosso cérebro é um prédio bem grande, com milhares de salas comerciais; cada salinha é uma função cerebral (são milhares!!!); a vitamina D, quando ativada, consegue abrir todas essas salinhas! Além de ingerir a vitamina D3 é necessário tomar sol por 5 a 10 minutos sem protetor solar. Pessoas de pele negra precisam de um tempo maior de exposição. 


Não é simples?


Não preciso dizer que isso não curou meu filho, porque não estamos buscando a cura. O que tentamos fazer é oferecer a ele é qualidade de vida para que tenha autonomia e autoconfiança para levar uma vida normal, mesmo com suas particularidades e limitações.


Usar suplementos vitamínicos não muda sua condição e nós estamos cientes da necessidade das terapias, de acompanhamento e de todo carinho e cuidado... mas tomamos essas medidas para que ele possa se desenvolver de maneira mais livre e prazerosa.


E a mamãe aqui fica boba, acompanhando os passos cada vez mais firmes do nosso moleque.

Não são medicamentos, são substâncias produzidas pelo próprio corpo mas que fazem bem para a alma!

<3

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.