Mãe de segunda mão


Mãe de segunda mão, será que o segundo filho aceita estas condições?



Esta mãe aqui já tem 9 anos de km rodado rsrsrs.

Parece meio estranho isso rsrs, mas não é verdade?

Essa mãe aqui, já tem seus vícios maternos, já tem suas convicções consagradas, uma estrutura e rotina montada para receber esse novo membro.

Aliás ai esta ele...o Oliver



Mas não estou me sentindo confortável assim...ele é um outro ser humano, terá outras manhas, outro jeito, outras interpretações da mesma ordem...como fazer então?

Estamos no sexto mês de gestação e estou tentando me desconstruir como mãe, deixar de lado minhas certezas e convicções e abrindo meu coração pra receber o Oliver e não mais um filho como temos costume  de dizer...o amor se multiplica...estou tentando uma nova táctica rsrs, um amor pra cada filho.

Não quero dar ao Oliver uma mãe de segunda mão, afinal as roupas já serão de segunda mão (a maioria rsrs), brinquedos, o quarto não será só dele...me pareceu meio injusto tudo isso.

Tenho conversado muito sobre irmandade, amor, amizade com o filho mais velho e ele me surpreende com suas reflexões também muitas vezes.

Disse que sabe que o bebê precisa de mais atenção e vai ter mais atenção, mas se sentir que isso esta demais rsrsrs vai me avisar, pq não vai deixar de ser meu filho e quer carinho também (Afff....alguém me devolve o filho de 9 anos? Deixaram no lugar alguém com muitas certezas...não acham?)

Já pediu pra deixar tudo com ele, até a educação do irmão...epaa peraí filho, ele será apenas seu irmão, deixa que destas coisas eu e o papai cuidamos ok?

Esta bem apegado a mim e ao irmão, fica peguntando se esta tudo bem, acarinha e beija a barriga, conversa, da beijo de bom dia, não me deixa carregar peso...esta sendo até aqui rsrsrs bem cuidadoso. Dizem que ele já esta demonstrando ciúmes...eu vejo ele sentindo do pai, quando o vê fazendo carinho na barriga, conversando e falando sobre o irmão, comigo o papo é...deixa que sei o que estou fazendo rsrs....

Então... estou acompanhando a evolução da gestação deste segundo filho dentro deles também, afinal ele vai nascer pra todos. O papai esta bem mais maduro, menos ansioso com tudo....até demais rsrsrs não arrumamos nada pra chegada dele, o papai disse tem quarto, tem peitos, tem fraldas...ué falta pouco...relaxa mulher, vai dar tudo certo.

No fundo sempre dá, a chegada deles sempre é uma grande festa não é mesmo!

Meu "problema" rsrsrs sou eu mesmo e a mãe que imaginei ser pra ele, pro Ítalo e para os dois.

Odeio injustiças e puxasaquismo, odeio mães que falam em ter mais afinidade com um do que com outro, este é o tipo de mãe que não quero ser....e vou lutar com  as armas que tenho...sabedoria, amor e compaixão.

São seres distintos cada um vai precisar de algo meu e vou dar a cada um algo especial e não a mesma coisa para os dois.

E sim vou ouvir e tentar mudar quando algum me disser...mas o outro tem isso de vc!!!!

Ahhhhh..... neste dia todos os meus sinais de alerta estarão a postos, pra mudar, pra reiventar e não não me importo que seja sempre, farei o que for preciso para que sejam irmãos e principalmente o melhor amigo um do outro, aquele que se pode confiar, contar e estarem sempre juntos...mesmo com suas distintas famílias, meu desejo que sejam um do outro.

Utopia?

Não sei, mas vou tentar. O Ítalo esperou e desejou muito este irmão ele que plantou esta semente nesta família e farei o possível pra isso tudo ser como ele sonhou e imaginou... vamos errar...mas podem ter certeza, vamos consertando, construindo esse relacionamento deles juntos...como sempre fizemos nos três, agora seremos quatro...até que enfim!




Tecnologia do Blogger.