A importância de ensinar às crianças a serem cativantes



Oi gente,

Quem estava com saudades dos textões da nossa colunista professora Nilva levanta a mão!!!!!

Euuuu com certeza :)

E ainda com um super tema como este sobre a importância de ensinar as crianças a serem cativantes...

Vem ler!




Saber cativar, hoje, a meu ver, é um dos valores que devem ser ensinados/transmitidos aos filhos pelos pais e por toda a família, ainda, na infância. Só assim é possível garantir que as crianças se tornem adultos habilidosos, que saibam interagir melhor com o mundo e com as outras pessoas.

Aprender a ter essa habilidade de interagir – de criar e manter laços, parece ser algo impossível; muitos, com certeza, acreditam que esta arte de cativar seja um dom ou uma característica nata de algumas pessoas, ou um aprendizado que só vai se adquirindo com a vida. Particularmente, acredito que existe, em parte, um pouco de cada uma dessas crenças, mas que possa ser ensinado também, assim, como ensina as crianças a serem mais gentis e mais educadas, tendo noção de si mesmas e das outras pessoas que as rodeiam. 

O jornal The Washington Post divulgou em 2014 um projeto desenvolvido pelo psicólogo Richard Weissbourd e por outros pesquisadores, da Universidade Harvard, chamado Making CaringCommom, citado por Neila Diniz de Oliveira, autora de livros infanto-juvenis e coordenadora editorial da lição dos adolescentes - que tem como objetivo nortear os pais a orientarem e educarem seus filhos, desde cedo,para que os mesmos se tornem pessoas mais atenciosas, generosas e altruístas para com as outras.Para Richard Weissbourd”As crianças não nascem simplesmente boas ou más e nunca devemos desistir delas. Elas precisam de adultos que irão ajudá-las a se tornar solidárias, respeitosas e responsáveis por suas comunidades em todas as fases de sua infância”, e, posteriormente, em todas as fases de suas vidas.

Desenvolver este lado não se resume em saber o que se deve fazer, mas, sim, saber como colocar em prática. Fico observando, nas festinhas de aniversário, os pais (pai e mãe), logo que chegam, antes que as crianças cumprimentam os familiares e amigos, já as deixam no pula-pula; não as ensinam a cumprimentar ninguém, pegando nas mãos, como antigamente; para que as mesmas possam conhecer quem estão presentes ali, escutando com interesse, olhando neles, prestando atenção no que eles têm a dizer. 

É importante, que os pais estejam mais atentos quanto à forma de agir e de tratar as pessoas. As crianças estão de olhos e ouvidos abertos. Aos poucos, elas vão observando, sentindo, vendo como vocês as tratam / relacionam e, desse modo, sendo também influenciadas pelas suas boas ou más maneiras de convivência. Quando os pais vivem de um jeito mais aberto, mais sociável, não incomodando muito com as críticas, (não valorizando ou focando demais em certas coisas), arriscando maisdeixando a timidez de lado, as crianças crescem mais extrovertidas e se relacionam melhor com as outraspessoas, e não se sentem solitárias nunca.

Por isso, seria de grande valia, os pais mostrarem às crianças que serem agradáveis e atenciosas com os parentes e amigos é importante. Que é louvável amar e respeitar os pais, os avós, os mais velhos ou os mais novos. Pais, dêem oportunidades para elaslevarem presentes para as crianças carentes ou idosos. De exercitarem a gratidão. De enxergaremalém do seu próprio mundo. De controlarem seus sentimentos negativos.

A forma como a pessoa se relaciona / a maneira como fala / como se comporta perante as outras pessoas pode influenciar muito, e pode afetar positivamente a sua vida(pessoal e profissional) e a vida de seus filhos. Uma pessoa simpática / cativante, geralmente, é uma pessoa espontânea, verdadeira, que sabe falar gentilmente com as pessoas, que sabe se colocar no lugar do outro, que respeita a opinião dos outros, que sabe elogiar, que sabe agradarque tem certa paciência de olhar, de escutar/ouvir e conversar com quem está do seu lado. Que renuncia ao seu próprio conforto e egoísmo, do seu próprio mundo, para ajudar e dar atenção aos outros. Mantendo, sempre, as boas regras de gentileza, educação, carinho e o respeito, que, atualmente, vêm desaparecendo a passos acelerados na vida reale ganhando espaço muito formal, ainda, nas redes sociais. 

Cativar é uma troca. “É preciso dar atenção, para recebê-la de volta”. “Quem planta amor, colhe amor”. “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.” Isso é percebido, claramente, nas redes sociais. Se a pessoa curte, comenta, compartilha nossas postagens, sentimos no dever de corresponder igualmente com os amigos virtuais. Mas, assimtambém é no mundo real...se cativarmos, seremos cativados. 

Enfim, acredito que quase todo mundo gosta de ser cativado... Cativar-se o mundo de alguém, não é apenas parecer ser uma pessoa legal, para causar uma boa impressão, para ser querida ou tirar proveito das outras pessoas. Ganhar a simpatia de alguém é atrair, seduzir. Cativar é fazer o bem não apenas a um, mas a todos. “Todo homem é culpado por todo o bem que ele não fez.” (Voltaire)

beijos prof +Nilva Moraes Ferreira 




2 comentários:

Tecnologia do Blogger.