Onde foi parar seu sorriso

Oi gente!!!

Cada dia estou conseguindo uma vitória, por exemplo estar escrevendo aqui rsrs um bb pequeno denota atenção, mas ultimamente quem tem me tirado o sono tem sido o anjo mais velho, meu moleque que esta entrando na pré-adolescência.

Horas sorrisos rasgados, quase fazendo xixi nas calças, horas introspectivo, horas triste, horas...horas, horas bolas DIGO EU, aff


Me preparei pra ser mãe de adolescente, mas tinha esquecido da pré-adolescência, o limbo juvenil rsrs

É criança demais pra ficar sozinho, pra tomar decisões, pra fazer o que quer a hora que quiser. É grande pra poder ficar vendo o dia todo TV, fazer coisas que não somos grandes o suficiente e somos pequenos demais pra continuar fazendo coisas assim =/


Notei que já estava mudando aos sete anos, começou tipo colocar as manguinhas de fora rsrs, já não era mais tão solicito, só fazia se tivesse um porque daquilo e as pequenas mentiras pra continuar jogando...isso me tirava do sério até cortar de uma vez tudo. Mais ai o pai foi intercedendo, fui deixando e de novo burlando regras pra poder jogar...que droga, foi um desgaste na nossa relação, fora a tensão quase que exclusiva para o baby ....e gritou e em alto e bom tom ....Você queria que eu tivesse nascido???? (chorei, chorei, pensei, pensei)

E falei se não te queria, se não te amasse não fazia nada pra ti...ai tentei uma nova tática rsrs


Parei de ajudar com as coisas da escola, deixei de fazer café..coisas pequenas que ele já faz, mas que eu fazia por carinho.

Conversei com o pai e disse fique atento ele vai sentir minha falta e vai se apegar a vc...então por favor conversem!!!!

Liberei jogo e disse não me importo mais, faça o que te faz feliz (dramalhão mexicano de mãe kkkk), mas eu precisava deste distanciamento dele pra me refazer como mãe, afinal é uma outra fase no jogo materno e precisava de um tempo para me recuperar do tapa na cara, em forma de palavras.

Ai fui buscar na minha pré-adolescência rebelde rsrs e não é que ele estava agindo igual? Eu tinha um motivo....seria o mesmo dele?

E nesse meio tempo quem se descabelou foi o papai e ele o magoou bastante e o fez chorar, um homão daquele rsrs se despedaçou tbe.


Ai voltei ao jogo materno, cheia de informações e mais cheia de mim e disse vou virar este jogo e vai ser na base da conversa e não aquele bla bla bla materno, mas com mais amor, atenção e informação.

E fui chegando ele foi se abrindo e fomos conseguindo se reequilibrar e ajudar ele nesta trajetória juvenil.

Ai o papai ficou doente e aquilo começou a nos abalar novamente e ele também entrou em parafuso com medo de perde-lo.

Conversei muito com ele e me surpreendeu, este furação emocional coincidiu com as provas finais...falei filho não precisa fazer quando estiver melhor vc faz...

Ele me disse não mãe ele vai melhor e vai ter orgulho de mim.... e dormiu no carro, pq estávamos desde as 3 da manhã no hospital esperando sair a internação do papai e ele aproveitando pra estudar....e eu chorei, chorei por cansaço, chorei por orgulho, chorei de medo da possibilidade perder meu companheiro.

Limpei as lágrimas e fomos a luta, papai no hospital e eu com estes meninos pra lá e pra cá, graças à Deus e com a ajuda da família...vencemos e papai voltou, melhor, mais bravo e mais enérgico.


E depois deste turbilhão emocional, falei preciso criar um grupo conversar com outros pais, trocar ideias, saber se determinadas situações eram normais, o que ele fazem...e criei um grupo no face Pais de adolescentes e pré-adolecentes , vem com a gente neste mundo novo rsrs e vamos trilhar isso tudo de uma forma tranquila pra toda família!



Tecnologia do Blogger.