Posso falar...Mulher Maravilha não existe!

Hoje ao me deparar com esta frase, mãe de moleque o que esta acontecendo...me deu vontade de responder e me desculpem o desabafo.

Passeando pela internet, vejo blogs criados por mães, por pais.Cada um falando sobre a sua cria da sua maneira, do seu jeito, alguns são legais outros são meras cópias ditas com outras palavras.

O que realmente tem me incomodado são algumas coisas que tenho lido nestas viagens pelas histórias de outrem...

Mulheres que trabalham que para não sentir culpadas ou sei lá, sinceramente não entendo isso , que fizeram a opção por trabalhar, atacam mães que optaram por ficar com seus filhos.

 Uns podem achar estranho mas hoje em dia uma mulher ficar em casa é uma opção também, não é por causa de homem, ou que não gosta de trabalhar...simplesmente uma opção e ver as próprias mulheres desmerecendo o que elas não optaram por fazer é muito triste.


Já ouvi dizer que mulher que fica em casa vive só para a família, não se cuida é depressiva, e o pior que criança que vive em creche desde de cedo se torna mais esperta, é um absurdo atrás de outro me parece uma tentativa de justificar pelo que não tiveram coragem de fazer.

Sei que muitas mães não tiveram  "opção" tem que trabalhar para sustentar seus filhos, mas na imensa maioria a mulher opta por não deixar a carreira, ou então para não baixar o padrão de vida, então vejam bem para "optar " por ficar em casa precisar ter coragem ou não é?

Em um dos grupos de pais que participo achei louvável e corajosa uma mãe que em uma discussão dessas sobre esta tal "opção" disse:

"Eu tentei ficar em casa e não consegui, não nasci para isso ser mãe 24 hrs não sou mercenária e penso só no dinheiro, penso em me realizar e ficar em casa me deixaria triste e por consequência não seria uma boa mãe e pronto. "

Eu concordo ela optou pelo que a faria feliz, mas daí a dizer que o filho esta melhor e fica mais esperto porque esta na creche me parece uma justificativa pelo que optou e a culpa aparece lá no fim de novo.

Eu acho que as mulheres tem uma visão deturpada sobre a maternidade, pensar em ter filho porque já passou da idade ou porque acha que mulher nasceu para isso é inaceitável.

Filho precisa de atenção, precisa ser educado, acarinhado e não deixado no mundo para aprender a se virar sozinho, precisa de tempo e não tempo de qualidade e sim todo seu tempo. Se não esta disposta a fazer isso, faça um favor para sociedade e para si mesma não tenha filhos. Não acredite que mulher nasceu para ser mãe, porque realmente algumas não nasceram e não devem se culpar por isso, não deixem a "sociedade" te pressionar a isso.

Em relação as mulheres que ficam em casa, deveriam fazer pesquisas mais atuais. Não são mulheres sem estudo, pelo contrário dentre essas mulheres tem psiquiatras, advogadas, psicopedagogas, executivas que "OPTARAM" pela maternidade e tempo integral em uma atitude consciente em que os valores e consequências foram colocados na balança.

Se uma mulher que fica em casa com a famílias, se sente desmerecida e sem tempo pra si...precisa rever suas escolhas.

Mulher que fica em casa tem tempo para se cuidar sim, para passear e conversar com as amigas, cuidar da sua casa, cuidar do marido (porque não fazer isso?), cuidar dos filhos. Aquela imagem de uma mulher triste, com a roupa suja maltratada, cansada enlouquecida já virou lenda. Quem pensa ao contrário acompanhe então como são as mães em países desenvolvidos estão reagindo, muitas já estão fazendo a "revolução as avessas" e voltando para suas casas onde realmente se sentem valorizadas, onde podem realmente mudar o mundo, nem que seja o mundo de uma só pessoa.

 Na Alemanha as mães são incentivadas a ficar com os filhos em casa na primeira infância e são reembolsadas por isso, lá eles valorizam a educação dada pelos pais e não a terceirização como ocorre por aqui.

Acompanhar o filho na sua rotina diária, acompanhar sua evolução suas conquistas de perto não tem preço é uma emoção ínfima.

Dizer que mãe que trabalha fora faz errado, ou mãe que fica em casa é quem faz errado...só o tempo vai dizer.

O que vejo é o aumento de crianças ansiosas, depressivas, mandonas, malcriadas em atitudes obvias de que precisam de ajuda e não é de médico que me refiro, a não ser que seja realmente um desvio de comportamento, problemas neurológicos...de resto falta mãe presente e atuante, também não adianta esta perto e não atuar na educação...isso é sério pessoal!

Quando se coloca um ser humano neste mundo, você é responsável pelo que ela vai se tornar no futuro, não tente se eximir disso!

Se você não gosta do mundo como esta hoje, pessoas mal educadas no trânsito, guerras, matança em troco de celular, falsidade. Já parou para pensar que essas pessoas foram "criadas" por alguém?

O poder da mulher não esta em gerar filhos, esta em criar "seres humanos" melhores, acha pouco?

As mulheres podem mudar o mundo...como?

Se não gosta de homens machista, não crie seu filho assim.
Se é mãe de menina e não gosta "vadias" com o perdão da palavra, não as crie assim.
Se não gosta de gente falsa, não os crie assim.
O contrário também é verdadeiro
Se gosta de ser valorizada, crie seu filho assim.
Se quer um mundo melhor, crie seu filho para ser um agente transformador, por que não?

Esse é o verdadeiro poder da mulher mudar o mundo através dos seus "filhos".

Mulher Maravilha não existe, as mulheres estão tentando agarrar o mundo com as pernas, mas uma coisa eu digo pelo menos uma das coisas que "optou" por "tomar conta" vai ficar para trás ou mal feita peço a Deus todos os dias que não seja seu filho.

Coerência é a palavra chave, tente ser o que você sonhou ser como mãe quando estava grávida.


Abraços
Mãe de moleque


 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.